Dor Articular

Dor no joelho, dor no quadril, dor no ombro, dor nas mãos, entre outras articulações.

Em todo o mundo, a prevalência de dor nas articulações é grande e os seus efeitos são debilitantes.

A dor nas articulações, também chamada de dor articular, é uma sensação de desconforto ou incômodo em uma ou mais articulações do corpo. Dor nas articulações pode ocorrer com ou sem movimento muscular e pode ser grave o suficiente para limitar o movimento. As pessoas também costumam descrever a dor nas articulações como desconforto, inflamação, sensação de queimação ou rigidez.

As articulações acometidas podem ser: grandes articulações (joelhos, quadril, ombro), bem como pequenas articulações (punho, tornozelo e cotovelo). A osteoartrite é a forma mais comum da artrite, responsável por mais incapacidade entre os idosos do que qualquer outra doença. Entre as causas, a orteoartrose e a artrite reumatóide são as mais comuns, mas existem muitos outros tipos, como a espondiloartropatia, gota e artrose psoriática, entre outras.

"O alívio da dor é um objetivo importante para a melhoria da qualidade de vida e atividade diária em pacientes com doenças que envolvem as articulações, em condições agudas ou crônicas, tais como a Gota, bem como em condições em que a dor crônica, muitas vezes se estende ao processo normal de cura”.

Prof. Dr. Rolf-Detlef Treede
Neurocientista alemão na Universidade de Heidelberg
Presidente da IASP

Tratamento

O tratamento para gerenciamento da dor articular pode ser feito através de medicamentos, acupuntura, exercícios físicos, correção de fatores metabólicos e nutricionais, procedimentos de medicina regenerativa e, em casos selecionados, cirurgia.

Os procedimentos de medicina regenerativa incluem: Injeções de Ácido Hialurônico (viscossuplementação), Aplicação de PRP (plasma rico em plaquetas) "fatores de crescimento" que são muito importantes para a cicatrização e regeneração dos tecidos. Outra técnica com um grande potencial regenerativo é o BMAC (Aspirado Concentrado de Medula Óssea) que aproveita a capacidade natural do corpo para cicatrizar a si mesmo, usando células regenerativas encontradas na própria medula óssea do paciente. Estes procedimentos são sempre guiados por RX ou ultrassom, para colocação precisa e segura dos produtos.